notícias

Vernissage, opening ou abertura ...

06/07/2018

Pesquisa de obras e textos em acervos e coleções, descoberta de novos artistas, visitas em ateliers, curadoria, produção, empréstimos de obras, seguro, transporte, textos críticos, assessoria de imprensa.... Apresentar arte para o público por meio de exposições não é tão simples. As exposições em museus e galerias públicas e privadas configuram uma das mais usuais, atraentes e eficientes formas de divulgar a arte. Poderíamos dizer, no entanto, que ela nunca está pronta sem o olhar do público e que esse processo de criação de novas possibilidades e significados vai se expandindo e ampliando de maneira a se renovar a cada nova mirada.

A própria exposição também tem seus momentos: a montagem, a descoberta de diálogos inusitados entre as obras expostas, as decisões curatoriais que alteram o plano original e a esperada abertura para o público. Sobre isso, uma pequena história...

Em alguns lugares, usa-se ainda o termo que deu origem à essa prática: vernissage, incluso em países como Inglaterra. Em outros, já se usa a bastante tempo a versão do termo em inglês, opening e, alguns também, optam pela versão em português, a abertura. Muitas aberturas são exclusivas para convidados, imprensa e público de relacionamento da instituição, seja ela, pública ou privada, de natureza cultural ou comercial.

O termo vernissage utilizado para definir o dia da abertura de uma exposição tem uma origem bastante curiosa e importante para a história da arte. Seu uso vem de uma prática iniciada no século XIX, no âmbito dos Salões de Arte de Paris. Foi em 1809, no entanto, que a Royal Academy of Arts de Londres formalizou a atividade criando uma tradição que perdura até os dias atuais. O dia do vernissage era quando os artistas tinham permissão para dar os últimos retoques em suas pinturas e passar uma mão de verniz para que suas pinturas ficassem bem brilhantes. Um artista que se tornou famoso por alterar muito suas pinturas no dia do vernissage foi o importante pintor inglês William Turner. Com o tempo, o dia de ‘envernizar’ foi atraindo cada vez mais pessoas entre amigos, parentes, pessoas do meio como jornalistas, críticos e interessados em adquirir as obras. Assim, o vernissage passou a designar o dia de abertura feita para convidados e, por extensão, o nome foi apropriado para marcar um evento que conta, em geral, com a oportunidade de encontrar pessoalmente com o artista e/ou seus representantes, conversar sobre sua produção, esbarrar com críticos, curadores, colecionadores e muitos interessados em arte que se reúnem em um clima descontraído, somados à eventuais agrados aos presentes feitos pela instituição como bebidinhas, comidinhas e, com alguma sorte, o catálogo da exposição.


Abertura da exposição Fiaminghi - Pensamentos Compostos. IAC

Abertura da exposição IAC 20 ANOS. IAC



Compartilhe:   facebook   twitter  



envie seu comentário

* campos obrigatórios








500 caracteres restantes

digite os caracteres que aparecem na imagem abaixo:

verificação