sobre o IAC

O INSTITUTO DE ARTE CONTEMPORÂNEA E SUA PROPOSTA

A arte contemporânea brasileira tem nas expressões geométrica e construtivista seus mais importantes artistas. Internacionalmente reconhecidos, Amilcar de Castro, Hermelindo Fiaminghi, Iole de Freitas, Lothar Charoux, Luiz Sacilotto, Sergio Camargo, Sérvulo Esmeraldo e Willys de Castro  integram este grupo. Suas obras, influentes na formação da arte brasileira produzida na atualidade, merecem divulgação diferenciada e um espaço próprio para a exposição e pesquisa. Com o intuito de perpetuar sua produção e valorizar este relevante conjunto para a arte brasileira, surge o Instituto de Arte Contemporânea – IAC, entidade cultural sem fins lucrativos, fundada com os seguintes objetivos:

• Divulgar a trajetória destes artistas por meio de obras significativas de sua produção, tornando-as permanentemente visíveis ao público;

• Formar e disponibilizar gratuitamente um centro de pesquisa com documentação bibliográfica e museológica dos artistas, armazenada em banco de dados específico;

• Promover ações educativas e intercâmbios culturais com museus e instituições.

NÚCLEO DE PESQUISA E DOCUMENTAÇÃO

O Núcleo de Documentação e Pesquisa do Instituto de Arte Contemporânea desenvolve desde 2004, inventários sumários de documentos textuais, registros das correspondências, notas, projetos, fotografias, bibliografia e outros itens dos documentos dos quatro artistas pertencentes e pesquisados atualmente pelo Núcleo. Durante este período foi realizada a captura digital de cerca de 12 mil documentos textuais, fotográficos, audiovisuais, sonoros, além de pesquisas de campo referenciais para complementar o estudo da vida e das obras desses artistas, que está disponibilizado ao público através de um sistema de banco de dados e agendamento de visitas.

ATIVIDADES COMPLEMENTARES AOS PROJETOS DESENVOLVIDOS PELO IAC

• Para registro das exposições e disseminação da informação, são produzidos catálogos contendo textos críticos e repertório iconográfico dos artistas, cujos trabalhos estarão nas mostras.

• Como atividades complementares são organizadas palestras com a presença de críticos, além da organização de visitas guiadas à exposição.

• Para iniciativa de formação são desenvolvidas ao longo da exposição atividades de ação educativa apoiadas por material didático, visando atender as escolas de ensino fundamental, médio e estudantes universitários.

• No programa de formação de professores, são agendadas visitas como ação complementar das atividades do projeto educativo.

• O Instituto promove, ainda, a distribuição de catálogos para escolas públicas (principalmente) e privadas que visitam o IAC, no intuito de colaborar como acervo das bibliotecas e para contribuir com a formação e aproximação dos estudantes com a arte contemporânea brasileira.

• O acesso ao Núcleo de Pesquisa e Documentação do IAC está permanentemente aberto para consultas de estudantes, pesquisadores, curadores e outras instituições públicas e privadas.